ATENSÃO

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS
Proibido Para Menores De 18 Anos Sesx

Proibido para menores de 18 anos, Facebook 


SKYPE

PENES  GOSTOSO  SEXO 1

 GOSTOSO  SEXO 2

 GOSTOSO  SEXO 3


GOSTOSO  SEXO  4

site  porno numero  2aqui

penes gostosos gays site porno numero 2 veja tanbem

ATENSÃO

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS
Proibido Para Menores De 18 Anos Sesx

Proibido para menores de 18 anos, Facebook 


SKYPE

PENES  GOSTOSO  SEXO


site  porno numero  2aqui

penes gostosos gays site porno numero 2 veja tanbem

penes  gostoso gays


ATENSÃO

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS
Proibido Para Menores De 18 Anos Sesx


PARADA  GAYS NO COMJUNTO CEARA
nbsp;
ATENSÃO

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS
Proibido Para Menores De 18 Anos Sesx

Proibido para menores de 18 anos, Facebook é cheio

ATENSÃO

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS

ACESSO PROIBIDO A MENORES DE 18 ANOS
Proibido Para Menores De 18 Anos Sesx
FOTOS DE BISEXUAL AQUI N3

penes  gostoso gays 2001
Adicionar legenda
fotos de bisexual aqui N 4






 PENES GOSTOSO   GAY
Adicionar legenda


PENES GOSTOSO GAY

 PENES GOSTOSO GAY








PENES GOSTOSO GAYS









HH



 
 




























Amante de Fortaleza leva gostoso


Acompanhe nossos vídeos mais famosos  na categoria: Amadores

 
"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."






















 
fotos de bisexual aqui N 4


SEXO  ANAL,  Agua do chuveiro dentro do seu anus

a lavagem deverá ser feita apenas nos dias das transas, e não sempre.

Recomenda-se no máximo duas vezes na semana


Também é bom não ir transar imediatamente após a lavagem.

O certo é esperar pelo menos uma hora.

Claro que a água não pode ser muito quente e nem muito fria, e que seja suficientemente limpa e potável; e também nunca enfie a mangueira no ânus!

Quando sentir que a bunda já está bem cheia de água (a bunda, não a barriga toda, ok?), vá até o vaso sanitário, sente-se e solte tudo.

ATENÇAO  use  substâncias lubrificantes próprias,

a fim de facilitar a introdução do pênis



 PENES GOSTOSO   GAY










"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."

PENES GOSTOSO GAY

 PENES GOSTOSO GAY











PENES GOSTOSO GAYS










 









  













































 

 



Adicionar legenda

HH
/>

























 




 

































































 



kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

PENES GOSTOSO GAIS









































  






































 


















)) http://www.cliquesexshop.com.br/penis-vibratorio-1.html?gclid=CKbmr6mVyb0CFafm7AodcjcA4Q
















SEXO  ANAL,  Agua do chuveiro dentro do seu anus
a lavagem deverá ser feita apenas nos dias das transas, e não sempre.
Recomenda-se no máximo duas vezes na semana

Também é bom não ir transar imediatamente após a lavagem.
O certo é esperar pelo menos uma hora.
Claro que a água não pode ser muito quente e nem muito fria, e que seja suficientemente limpa e potável; e também nunca enfie a mangueira no ânus!
Quando sentir que a bunda já está bem cheia de água (a bunda, não a barriga toda, ok?), vá até o vaso sanitário, sente-se e solte tudo.
ATENÇAO  use  substâncias lubrificantes próprias,
a fim de facilitar a introdução do pênis






KKKK








































Agua do chuveiro dentro do seu anus vaz mau a flora intestinal ?

Como fazer:

Durante o banho, use a mangueira no chuveiro, que geralmente traz uma duchinha na ponta (o tal “chuveirinho”), para injetar água dentro da bunda, e assim realizar a lavagem.

(Claro que a água não pode ser muito quente e nem muito fria, e que seja suficientemente limpa e potável; e também nunca enfie a mangueira no ânus! – basta simplesmente encostar a extremidade dela no orifício, firmemente, e a água já entra com facilidade.)
 Quando sentir que a bunda já está bem cheia de água (a bunda, não a barriga toda, ok?), vá até o vaso sanitário, sente-se e solte tudo.
Os resíduos de fezes sairão junto, com certeza – mas não tudo de uma única vez. Daí é necessário repetir a operação algumas outras vezes, porque certamente descerão mais resíduos, vindos lá do fundo, puxados pela água que entrou.
Assim, vá de novo ao chuveiro, lave o ânus e coloque novamente água, volte ao vaso... e cada vez que lá sentar, deixe sair TODA a água, devagar e com paciência (isso é importante). Essa operação de botar água e soltar geralmente é feita 4 ou 5 vezes, podendo variar.
O banho até poderá ser demorado, mas não é pra se fazer chuca todos os dias, de qualquer forma...
E se você ainda não defecou nesse dia, é certo que defecará agora, pois a água puxará todo objeto que se encontrar na última parte do intestino, indo mais longe que o reto.

Feita a chuca, lubrifique o ânus com saliva (sabonete e xampu são desaconselháveis, pois podem irritar a mucosa lá dentro), e introduza-se um dedo para examinar se já está bem limpinho. Geralmente, a essa altura, já estará. Pronto!
Mas também não podemos exagerar nessas lavagens; aliás, nenhum exagero é bom.
Não podemos nos acostumar a fazer chuca com muita freqüência, pois o intestino pode começar a ter dificuldade em trabalhar do modo natural.
Aí o indivíduo só conseguirá defecar com o uso da duchinha – é a tal “chuca viciante”. Fora outros problemas que poderão advir deste excesso: machucaduras, redução da flora intestinal, da mucosidade etc.
Para que nada disso ocorra, a lavagem deverá ser feita apenas nos dias das transas, e não sempre.
Recomenda-se no máximo duas vezes na semana, preferencialmente uma. Se for um casal, e quiserem transar todos os dias, eles podem se revesar nos papéis, e aí já teriam mais dias na semana para transar.
E se o sujeito quiser “dar” todos os dias? Bem, já que a chuca muito freqüente é desaconselhável, temos como saída para isso as demais opções de limpeza interna já mencionadas, mesmo não sendo tão perfeitas.

Também é bom não ir transar imediatamente após a lavagem.
O certo é esperar pelo menos uma hora, e preferencialmente duas, para que o reto recupere a lubrificação natural (muco) e a sensibilidade interna. Não há maiores problemas, pois, se a chuca tiver sido bem feita, seu efeito poderá durar muitas horas.

Eis aí, finalmente, o modo saudável e correto de higiene prévia para o sexo anal.
Sexo anal faz mal?
Eu adoro fazer sexo anal, mas tenho medo, já ouvi que faz mal, que prejudica etc
 Faz mal? Ou posso fazer duas vezes por semana tranquila?
 SPOSTA
O sexo anal se constitui pela introdução do pênis no interior do ânus do parceiro sexual.
Entre humanos, tal prática é mais uma forma de se obter prazer durante a relação sexual,
o que normalmente é muito mais prazeroso para ambos, não causando tipo algum de dano a elasticidade anal,
muito menos doenças como hemorroidas e outras, a unica coisa que acontece.
 Por não haver lubrificação natural na região do esfíncter anal, as primeiras experiências podem gerar dor e sangramentos,
 fatos que podem ser atenuados e até eliminados com o uso de substâncias lubrificantes próprias,
a fim de facilitar a introdução do pênis, ou quaisquer outros objetos semelhantes.
 Como a região anal é uma das zonas erógenas do corpo humano, o ato pode, por si só, levar a pessoa penetrada ao orgasmo,
ainda que os estímulos que proporcionam o orgasmo não sejam puramente da ordem física/tátil, mas também em boa parte psíquicos,
o que, eventualmente, pode dar aos praticantes ativo e passivo uma experiência de prazer e completude.
 O sexo anal é uma relação que normalmente traz muito prazer ao praticante ativo,
já que a musculatura do ânus é mais apertada do que a da vagina e a pressão sobre o pénis é maior.
No praticante passivo,
seja um homem ou uma mulher, o prazer nem sempre é garantido porque, dada a complexidade da preparação prévia,
muitos entusiastas acabam por atropelar o tempo necessário para o devido relaxamento da musculatura em questão,
nomeadamente através de anilingus.
 No entanto, quando os cuidados adequados são devidamente atendidos,
o prazer do praticante passivo se torna muito intenso, no homem pro-orgástico até,
devido à repetida massagem da próstata através da parede do reto.
A prática da penetração anal pode envolver,
em simultâneo, a estimulação do clítoris (quando o praticante passivo é uma mulher), ou do pénis
(quando o praticante passivo é um homem), o que facilitaria o orgasmo.
 Existe, porém, o receio popular de que a prática constante do sexo anal,
ao longo de anos, possa afrouxar a musculatura do ânus; Mas os estudos científicos
de médicos e sexólogos não confirmam este receio a não ser em caso de intercurso com um pénis anormalmente grosso.
  Para evitar a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis,
é recomendável tanto a utilização de preservativo para o sexo anal quanto uma lavagem rectal prévia
(enema). Para evitar ou amenizar eventuais dores, é geralmente recomendada lubrificação feita com produtos adequados.
 Um lubrificante intimo é uma substância lubrificante de uso pessoal para fins sexuais.
Embora normalmete associado à prática do sexo anal,
é muito útil para auxiliar o sexo vaginal quando a lubrificação natural é insuficiente ou há desconforto pela fricção.1
Existem diversos tipos de lubrificantes, destinados à práctica do coito.
Os mais aconselháveis são os à base de água, pois não provocam alergias, nem danificam o preservativo.
Ao contrário do que se pensa, a utilização de substâncias anestésicas não é indicada pois,
apesar de reduzir a possibilidade de dor,
reduzirá também a possibilidade de sentir prazer ou mesmo poderá esconder algum ferimento ocorrido durante o ato sexual
Higiene antes do sexo é essencial
RE o que é a “chuca”, afinal?
Para quem não sabe, ela também é conhecida como enema ou clister. Trata-se de uma lavagem da porção final do intestino, a fim de facilitar a eliminação de fezes

É feita com a aplicação de água morna dentro do ânus, através de um tubo ou um aplicador de borracha (o clister,
encontrado em qualquer farmácia). Depois, evacua-se o conteúdo no vaso.
A chuca também é usada como uma medida higiência, a fim de evitar o “cheque”,
vestígios desagradáveis de fezes que podem aparecer, sem convite, durante o sexo anal.

Muitos usam a mangueirinha do chuveiro, e há até quem tenha fetiche na prática, o que recebe o nome de clismafilia  Faz mal ?
 Hoje, porém, muitos pensam que a chuca faz mal. A resposta é: depende. Depende da chuca, da quantidade de líquido, do tempo de retenção da água, da frequência… E até do médico procurado!
Hoje falecido, o condecorado gastrocirurgião Dr. Ricardo Góes, da Unicamp,
defendia que a utilização de enemas devia se restringir a aplicações médicas específicas –
como no uso de soluções químicas de contraste para ressaltar o colón durante um raio X,
por exemplo. Outros usos sem acompanhamento médico e, principalmente, com outros ingredientes que não água seriam inadmissíveis. 
Já para o infectologista Dr. Ricardo Tapajós, é justamente a água o problema. Segundo ele, além de retirar o muco protetor,
a água pode causar microlesões internas. Bom é não fazer nada, mas, se a pessoa achar imprescindível,
a lavagem, quando indicada, pode ser feita com produtos próprios, disponíveis em farmácias.
Já o Dr. Ivan Jorge Ribeiro,
responsável pelo surgimento do Centro Médico Hiperbárico de São Paulo, vê a chuca de maneira mais inofensiva.

O principal problema é na utilização da água clorada, que destrói a flora intestinal, mas a utilização de água doméstica para uma limpeza usual [...] não acarreta problemas”.
Para Ribeiro, o ideal mesmo seria fazer a chuca com água e uma pitada de sal ou com uma solução de soro caseiro,
 pois o sal ajuda a puxar mais água das paredes do intestino, hidratando o reto e facilitando a limpeza dos poros (!).
Sem excessos
 Quanto à frequência e quantidade, vale o ditado: tudo que é demais faz mal. “Não é recomendado usar muita água de uma só vez”,
alerta o Dr. Ribeiro. “Algumas pessoas [...] deixam a água entrar até sentir dor, para, então,
evacuar, mas muita água pode romper o intestino.

A dor já é indicativo desse rompimento [...]. O ideal é utilizar entre meio e um litro de água apenas”.
A água em excesso também pode causar dificuldade em reter as fezes ou o contrário: o intestino pode se acostumar com a chuca,
ficar “preguiçoso”, e a pessoa não consegue mais evacuar normalmente
.
Pelos mesmos motivos, a chuca diária também não é recomendada.
Uma alta frequência também pode perturbar a flora intestinal,
resultando em diarreia e infecções, ou causar alteração na concentração de substâncias que conduzem corrente elétrica no corpo;

 
É o desbalanço eletrolítico, que pode até causar a morte. Alguns sintomas dessa “overdose de chuca” são tonturas, suor e vômitos.
Se isso começar a lhe acontecer sem motivo aparente, procure um médico.
Chucas gourmet

 Curiosamente, muitos médicos que trabalham com medicina natural utilizam enemas com propósitos terapêuticos ainda hoje.

São as “chucas chiques”, de água com ervas, leite, mel e outros ingredientes.
Até café! O Dr. Góes, da Unicamp, defendia que esses tratamentos naturais carecem de comprovação científica
e deviam ser considerados por conta e risco do profissional e do paciente. Mortes relacionadas a enemas já foram registradas.

 No Texas (EUA), em 2005,
uma mulher de 42 anos foi presa após fazer uma chuca de conhaque (!) no marido – e matá-lo. Em resumo: chuca che te fa bene!
Mas não se empolgue demais…
Texto por Deco Ribeiro
A prática da penetração anal pode envolver,
em simultâneo, ... receio a não ser em caso de
intercurso com um pénis anormalmente grosso. ...
sexo anal Pode ser prejudicial ?
O sexo anal se constitui pela introdução do pênis no interior do ânus do parceiro sexual.
Entre humanos, tal prática é mais uma forma de se buscar o prazer durante a relação sexual.
Por não haver lubrificação natural na região do esfíncter anal, as primeiras experiências podem gerar dor e sangramentos,
fatos que podem ser atenuados e até eliminados com o uso de substâncias lubrificantes próprias,
a fim de facilitar a introdução do pênis, ou quais quer outros objetos semelhantes
 higiene esterna, e a melho
atração por sexo anal..seria falta de hormonio, testosterona ?  
O sexo anal é uma relação que normalmente traz muito prazer ao praticante ativo,
já que a musculatura do ânus é mais apertada do que a da vagina e a pressão sobre o pénis é maior.  
================================
Homem que transa com outro homem não precisa. ================================
Falar manhoso.
Vestir saias.
Usar calcinhas.
Usar baton.
Requebrar feito uma mulher no cio.
Expor sua opção sexual.
Levantar bandeiras separatistas.
Achar que o mundo e GAY.
Nem achar que o mundo é HETERO.
Abrir as pernas pra todo mundo.
Dizer que mulher não presta.
Perguntar qual tamanho do pau do outro no MSN.
Usar termos como mona, babado, racha e etc...
Andar rebolando.
Visitar lugares tachados de alguma forma com bandeiras HETEROS ou GLS.
Um Homem que transa com outro Homem PODE:
Manter a voz de Homem.
Manter seu jeito de Homem.
Manter sua amizades sem precisar expor sua vida sexual.
Manter sua familia sem ela saber o que ele faz na cama.
Manter sua personalidade.
Não ter preconceitos .


"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."



"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."



"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."








"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."


"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."


"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."
"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."





"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."

"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."

"A identidade sexual não tem nada a ver com preferência, porque a sexualidade não é uma questão de escolha! O desejo sexual se impõe a cada um de nós, independentemente de nossa vontade."